Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

© busy as a bee on a rainy day

e se, de repente, o respondemos a um how are you e só nós pescámos a piada (as abelhas não voam quando chove) e vêmos que é um título fantástico para um blogue! pois.. cá estou então!

05
Mai22

os Desafios da Abelha | Uma História Especial

Ana de Deus

a historia da tua vida como se fosses uma abelha

conta a história da tua vida como se fosses uma abelha ;)
sem limite de palavras e sem prazo
agradeço que façam uma ligação para este post de forma a que eu saiba quem escreveu.

A Introvertida
Ana do Green Ideas
Ana Eugénio
Anita Não se Cansa disto
Bii Yue
Bruno em As Crónicas da Vítima
Carlos Palmito
Cristina Aveiro
Di a Mulher
Fátima Bento
Isabel M Silva
João-Afonso Machado
José da Xã
Manuel Vagueando
Maria Araújo
Maria do Abrigo das Letras
Me, Myself and I
O Canto da Marta
Olga Cardoso Pires
Purpurina
Sam ao Luar
Santiago Sem Sombras


OBSERVAÇÃO: O DESAFIO ESTÁ ABERTO A TODOS OS BLOGGERS.
OS QUE ESTÃO ENUMERADOS SIMPLESMENTE JÁ PARTICIPARAM NOUTROS DESAFIOS.

05
Mai22

desafio do José da Xã | estreia absoluta ;)

Ana de Deus

José da Xã - foto e desafio

para ele.

era uma vez uma mulher chamada Edna que tinha problemas de visão. um dia..

.. duas amigas convidaram-na a fazer um retiro com monges budistas de Plum Village, que se deslocavam a Portugal pela primeira vez. Edna era amblíope mas habituara-se a andar de olhos fechados e o cérebro deixou de saber ver a três dimensões. ficou radiante com o convite. ela sempre sonhara ir a Plum Village e, prenda dos deuses, monges residentes vinham a Portugal. no dia certo, saíram de Lisboa a caminho do Alentejo. tinham de chegar ao retiro até às três da tarde. o GPS levou-as até um café perdido na planura, mas os donos do estabelecimento já deviam estar habituados e orientaram-nas na direcção correcta. o retiro era no meio de um pequeno bosque. Edna sentia o mundo à sua volta e emanava alegria. estava no seu paraíso. em plena Primavera, a temperatura estava amena e tudo floria e tudo esvoaçava. era um retiro de cinco dias e, pela convivência de todos, muitos admiravam-se como é que ela andava sem bengala e nunca caía ou ia contra as coisas. e como ela se sentava sempre no mesmo lugar, sem tropeçar em ninguém! as amigas conheciam-na bem e sabiam que Edna tinha uma espécie de GPS mental que nem ela sabia explicar. simplesmente confiava. esteve os cinco dias em silêncio. só na despedida, em que foram convidados a trocar prendas como, por exemplo, um poema, uma história ou uma canção, Edna cantou o "ó rama, ó que linda rama" acompanhada pelos restantes portugueses.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim

foto do autor

arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D

os nossos contos

os nossos contos de natal Sagração do Dia

wook vais ler a seguir?

Toshikazu Kawaguchi Henry David Thoreau

a livraria mais antiga do mundo, desde 1732