Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

© busy as a bee on a rainy day

e se, de repente, o respondemos a um how are you e só nós pescámos a piada (as abelhas não voam quando chove) e vêmos que é um título fantástico para um blogue! pois.. cá estou então!

27
Out21

Desafio Arte e Inspiração | Semana 7

Ana de Deus

O Beijo por Gustav Klimt
© O Beijo por Gustav Klimt

assinatura de Klimt

(continuação)
na segunda e na terça-feira, Francisca e David interromperam as férias para reuniões e decisões de última hora. durante a estadia em Nova Iorque também tinha trabalhado uma média de três horas por dia, em videoconferência. hoje regressaram às férias e voaram para Viena, para visitar a Galeria do Palácio Belvedere da Áustria e encantarem-se com os quadros de Gustav Klimt (1862-1918).

Francisca ficou fascinada com um vestido com o padrão dourado, preto e branco; patente no quadro O Beijo. comprou também a gravata neste padrão. fosse passagem de ano ou prova de dança, a jovem sabia que seria um sucesso. o quadro executado em óleo sobre tela, entre 1907 e 1908, medindo 180x180 centímetros, é uma das obras mais conhecidas de Klimt.

as suas obras têm inspiração nos mosaicos bizantinos e a composição de pequenos elementos tornou-se a marca registrada do Klimt, pintor simbolista austríaco. aos quatorze anos, estudou desenho ornamental na Escola de Artes Decorativas. associado ao simbolismo, destacou-se dentro do movimento art nouveau e foi um dos fundadores do movimento da Secessão de Viena.

O Beijo, exibido pela primeira vez numa exposição em 1908 na Austrian Gallery, foi logo adquirido pelo Belvedere Palace Museum, de onde nunca mais saiu. para se ter noção da reputação do pintor austríaco: o quadro foi vendido (e exposto) antes mesmo de ser terminado. esta obra foi comprada por 25 mil coroas, um recorde para a sociedade austríaca da época.

após a expiração dos direitos autorais da obra em 1988, setenta anos após a morte do artista, O Beijo passou a ser comercializado de forma massiva, decorando os mais diversos produtos da indústria cultural. os especialistas consideram que a tela faz parte da fase dourada do artista e tem, de facto, uma estética cintilante e elementos de ouro na sua composição.

as roupas do casal foram pintadas como se fossem mosaicos e distinguem-se uma da outra, apesar de estarem muitos próximas, dando a sensação de que ao se abraçarem os dois se tornam um só. o fundo dourado da obra não representa algo em específico, podendo ser o cosmo ou o nada. o casal flutua apaixonado nesse fundo brilhante. as flores são o único elemento que liga os amantes ao mundo real. 

Klimt cultivava flores e plantas, usando-as constantemente como elementos nas suas obras. e demonstrava o conhecimento do significado simbólico de cada uma delas. as plantas douradas, em O Beijo, que contornam os pés da mulher são conhecidas como erva de Parnaso, um antigo símbolo da fertilidade. Francisca é uma autodidata no que concerne à simbologia das flores e plantas e a mestria de Klimt fascina-a.

(continua)

texto no âmbito do desafio arte e inspiração criado por Fátima Bento.
PARTICIPANTES:
Ana Mestrebii yue, CéliaCharneca Em FlorCristina AveiroFátima Bentoimsilva.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

22 comentários

comentar post

Pág. 1/2

mais sobre mim

foto do autor

arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

wook vais ler a seguir?

Toshikazu Kawaguchi Henry David Thoreau

a livraria mais antiga do mundo, desde 1732