Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

© busy as a bee on a rainy day

e se, de repente, o respondemos a um how are you e só nós pescámos a piada (as abelhas não voam quando chove) e vêmos que é um título fantástico para um blogue! pois.. cá estou então!

15
Nov21

um blog imperdível | pessoas e coisas da vida

Ana de Deus

pessoas e coisas da vida


a Isabel aka imsilva é sábia. lê-nos com olhos de quem sabe escutar e responde sempre a resposta mais precisa e oportuna. e, nas suas reflexões, não é diferente. mesmo quando o tempo é curto para a internet, ela publica sempre belos textos. é um blog lindo, lindo, lindo! para guardar no coração.

Rodrigo, Sónia, as chaves e um tesouro 

Era uma vez 2 amigos que a caminho da escola (onde aprendiam sempre muitas coisas), encontraram uma chave dourada e prateada.

Ficaram muito espantados, porque na chave estava um recado que dizia "Para abrir um tesouro", e atrás tinha uma pista, "Encontra a árvore mais alta do jardim"

Olharam um para o outro e o Rodrigo teve uma ideia - Vamos à procura da árvore - A Sónia disse logo que sim, mas só podia ser quando saíssem das aulas.

Às 15,30, quando saíram da escola, foram a correr para o jardim que ficava atrás da casa do Rodrigo.

Olhando para cima, procuraram a àrvore mais alta. Quando a encontraram a Sónia descobriu outra pista num ramo baixinho da àrvore.

O Rodrigo leu a pista que dizia " Encontra a pedra em forma de urso ao pé do lago"

Correram para o lago e procuraram a pedra. Foi fácil encontrá-la, porque parecia mesmo um urso.

E lá descobriram um papel com uma nova pista que dizia, " Atrás desta pedra, existe uma gruta escondida. Lá dentro está o tesouro, mas tenham atenção porque tem 3 fechaduras e a gruta tem muitas chaves lá dentro. Têm que descobrir quais serão as outras duas chaves que abrirão o tesouro"

E então eles foram procurar, deram a volta à pedra e viram a entrada da gruta onde entraram de seguida e encontraram uma caixa linda com desenhos de àrvores. Depois o Rodrigo encontrou as chaves que lá estavam, que serviriam nas fechaduras da caixa do tesouro.

Depois de muitas tentativas, lá conseguiram as 2 chaves que abriam a caixa, e com a que tinham encontrado a caminho da escola, abriram o tesouro.

E o que é que acham que estava dentro da caixa do tesouro?

Moedas douradas de chocolate!!!

Nham, nham...

 

Convidei o meu neto (7 anos) para criar uma história comigo, disse imediatamente que sim. E nasceu esta aventura. As ideias saíam em catadupa, de tal forma, que tive que lhe dizer " tem calma, deixa-me arrumar esta ideia que já segues"  A ilustração também é de sua autoria. 

 

Acabei de escrever numa mensagem que enviei a alguém “a vida também manda”. E fiquei a cismar nessa frase sem saber bem porquê.

Finalmente percebi! Que frase tão fatela, submissa, derrotista apesar de verdadeira.

A vida tem comandado grande parte da minha existência. Mais do que eu desejaria, porque eu não sabia que também podia mandar nela.

Reconheço a minha ignorância. Mas acordei, e ainda consegui dar-lhe algumas ordens, creio que a tempo.

Essa história de que “tem que ser assim” “não posso fazer nada” faz parte das nossas vidas mais do que deveria, já seja por falta de coragem ou até de valorização, porque não nos valorizamos o suficiente para nos sentir-mos merecedores de algo maior, algo que nos realize, porque nos achamos incapazes de mudar o que realmente podia ser melhor, porque temos medo de mexer com aquilo que achamos que é o equilíbrio do nosso universo. Balelas! Onde está o equilíbrio quando não estamos felizes mais vezes do que seria desejável? Que dá trabalho? De certeza, trabalho no duro. E provavelmente nem sempre com os resultados que gostaríamos, mas não será pior ficar quietinho, infeliz e deixar a vida mandar? Pelo menos, durante o percurso vamos com certeza  sentirmo-nos vivos, acordados e orgulhosos por termos tentado. E quando realmente conseguimos os objectivos, a recompensa será viver melhor, mais de acordo com o nosso ser, aproveitando mais tudo o que nos aparecer pela frente, porque também vamos sentir-nos  mais firmes nas nossas decisões, porque afinal também mandamos na vida, não é só ela que manda em nós.

texto no âmbito do desafio da Anita #50dias20blogs 

08
Nov21

um blog imperdível | não me canso disto

Ana de Deus

não me canso disto

este é um blog mágico que nos faz sentir em casa de imediato, na partilha do dia a dia de uma família com cinco príncipes. a escrita da Anita vem do coração e aquece-nos no seu aconchego e faz-nos rir com as aventuras dos filhos e faz-nos sentir que há lugares perfeitos neste mundo.

O Mini neste tempo que estamos em casa tornou-se uma sombra minha. Está sempre a dar abracinhos. 

Está a brincar, lembra-se passa ao meu lado e diz:

" - Dá-me um abracinho."

São imensos abracinhos ao fim do dia. 

O Mini a fazer os trabalhos da escola.

A frase que ia escrever era:

                                               "A mãe limpa a porta do quintal."

" - Se calhar é melhor escrever o «pai», pois a mãe tem muito que fazer!"

texto no âmbito do desafio da Anita #50dias20blogs 

28
Ago20

trinta poemas em trinta dias

Ana de Deus

trinta dias trinta poemas

hoje termina o desafio

trinta dias

de alegrias
de amizade
de amor
de aromas
de angústias
de calmaria
de carinho
de celebrações
de comentários
de compaixão
de companheiras
de despertares
de dias de chuva
de dias de sol
de diversão
de emoções
de expectativa
de magia
de mansidão
de namoro
de palavras
de poesia
de prosa
de recordações
de saudades
de sentimentos
de sonhos bons
de trinta poemas
de tristezas
de união

obrigada Isa 

25
Ago20

trinta poemas em trinta dias

Ana de Deus

dia vinte e sete

o desafio é da majestosa Isa

a mulher obesa sentou-se
todos os olhares a seguiram
à espera de um trambolhão

ela, astuta, sentou-se lentamente
para todos saborearem o show
a esplanada toda em silêncio

nem a máquina do café se ouvia
serenamente uma nádega e depois
a outra, entaladas, vitoriosas

um AAAAAH! de estupefação
quando o lingrinhas do marido,
ao sentar-se, desfez a cadeira.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim

foto do autor

arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

os nossos contos

Contos de Natal | 2022 Contos de Natal | 2021