Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

© busy as a bee on a rainy day

e se, de repente, o respondemos a um how are you e só nós pescámos a piada (as abelhas não voam quando chove) e vêmos que é um título fantástico para um blogue! pois.. cá estou então!

17
Mai21

o que a Paz significa para a Rute Justino

Ana de Deus

o que significa a Paz


O que significa a paz!

A paz é tudo o que eu preciso para viver em sintonia comigo própria e com os outros!

Quando o nosso corpo encontra a paz existe um equilíbrio na nossa alma e os nossos chacras ficam alinhados.

Nem sempre conseguimos atingir esse bem estar, a influência do dia a dia tira-nos e suga-nos a energia e quando nos damos conta estamos cheios de stress.

E como encontrar a paz nesses momentos?

Respirar fundo, contar até 10 e se for necessário e oportuno meditar para nos encontramos com o nosso eu superior!

A paz significa amor e leveza!

Se tomos rumarmos para o mesmo sentido a paz fluía perfeitamente nos nossos reinos!

Vamos tentar?


AUTORIA: Rute Justino
11
Mai21

os cães devem estar a queixar-se do confinamento..

Ana de Deus

os cães ladram, mas não mordem. ah pois não! estão fechados em casa, com os seus humanos na boa-vai-ela! quem está em teletrabalho é que aguenta o ladrar ininterrupto dos cães. começa um, os outros respondem. devem estar a queixar-se do confinamento. que os humanos se foram desleixando e eles a aguentar o cocó a endurecer, a prisão de ventre, e a desidratação para terem menos vontade de fazer xixi na alcatifa. é que, ainda por cima, os humanos ralham, ralham e não têm razão. há o tribunal de menores, também devia haver o tribunal dos outros animais. os cães da vizinha deixaram de ladrar pois ela arranjou quem os leve à rua. mas houve um período em que ladravam em uníssono com a restante matilha das varandas. tinham muitas queixas, a sua humana é barbeiro e instalou a barbearia em casa, durante o confinamento. idas à rua, nem vê-las. liberdade pela casa, muito menos. e ainda ralhavam com eles, por exercerem o seu direito à liberdade de expressão. eu sou um gato muito civilizado. só mio à noite quando quero dormir, e as minhas humanas estão agarradas aos ecrãs. uma delas tecla que se desunha e a outra não desliga a caixa com vozes. mas eu só mio para ser ouvido em casa, não pela rua toda. depois dizem que estou gordo, pudera! a comer no horário de dormir, o meu metabolismo não faz magia, senhoras.

10
Mai21

o que a Paz significa para a Autora de Amor Líquido

Ana de Deus

o que a Paz significa..

A humanidade passa mais tempo a julgar-se pelas diferenças ilusórias do que a ter consciência de que, na verdade, todos somos iguais.

Todos somos gavetas, sabes? Gavetas que guardam segredos, os medos, memórias, as nossas histórias. Gavetas largas, outras pequenas. Gavetas semiabertas e outras que não encontram a chave para se fechar.

Uma vivência que se atropela pelo ter de ser antes do ter de estar. É nesse limbo que balanceia entre “e ses” consecutivos, que a paz nos foge das mãos. Por tantas vezes em que queremos ser para mostrar, ter para fazer parecer. O rebuliço interno mantém-se e a calmaria merecida da existência sobressalta-se nos inúmeros “porquês”.

Todos encaixamos no mundo do desencaixe e da imperfeição.

Não importa a textura, a cor, o tamanho ou o desenho. Nessa indiferença, julgamo-nos na dissemelhança sem nos darmos conta da parecença que nos faz fugir da vontade de comparação.

É nesse lugar que nos encontramos.

Com as farpas que restam, o ruído das calhas enferrujadas, o pó da madeira enfraquecida. 

Na brevidade entre o inspirar e o deixar-se ir, aí sim, tardiamente, aprendemos que, onde quer que estejamos ou o que quer que guardemos dentro de nós, uma vez trancada, a luz apaga-se, a porta fecha-se e o pó que foi sendo de feitio, esconde, para sempre, a nossa identidade.


AUTORIA: Mafalda
07
Mai21

Desafio de escrita 3.0 - Tema 1

Ana de Deus

desafio dos pássaros - tema um

 

David e Francisca queriam viver juntos mas, sem casamento, não tinham o apoio dos pais e muito menos dos avós! mas que escandaleira! imaginem quando voltassem de férias para a aldeia o tititi com que seriam recebidos! a vergonha com que a ausência de casamento difamaria a honra da família. nem pensar! já imaginavam o chocalhar de ossos no túmulo dos antepassados. uma tragédia grega fustigaria as gerações futuras.

cansados do drama, acederam à boda. mas só com notário! estavam determinados. o lugar do pároco era apenas na lista de convidados. os pais nem tentaram negociar e os avós contentaram-se. mas o vestido tinha de ser bem cingido, avisaram as comadres, para não haver dúvida que a noiva não está grávida. Francisca revirava os olhos perante as "tradições". por cada imposição que lhes faziam os dois jovens devolviam na mesma moeda.

o vestido seria branco e cingido mas com uma racha até à coxa, para abrirem o baile com um tango. David vestiria smoking preto e branco, com uma rosa vermelha na lapela. Francisca levaria presa ao cabelo uma rosa vermelha, que segurava um véu preto, em malha larga, que ficava pelo nariz. tinham-se conhecido nas danças de salão, que adoravam, o professor dissera que tinham uma química especial, desde então eram o par um do outro.

nenhum dos dois estava interessado em provar os menús propostos pelas avós pois ambos eram vegetarianos, tal como a maioria dos seus amigos. com desapego convidaram os amigos para testarem o seu serviço de catering preferido, reservando uma das salas do restaurante só para eles. e, durante a sobremesa, disseram que aquele serão era a maneira deles os convidarem para a boda, mas que nenhum era obrigado a aceitar. a maioria disse logo que sim.

todos faziam questão de estar presentes, só para verem a aldeia boquiaberta. é verdade que vão inaugurar o baile com um tango? como sabem!? Francisca e David estavam felizes por poderem partilhar aquele dia com a sua família de afectos. na manhã seguinte, logo ao raiar do dia, ligaram às comadres para estas acrescentarem mesas para mais sessenta convidados e contratarem uma educadora de infância para cuidar das crianças.

as mães disseram que as raparigas da aldeia o podiam fazer. Francisca disse que sim, que poderiam dar apoio à educadora de infância que elas iam contratar e despediu-se. não era negociável. não podiam ser amigas suas pois seria uma maldade convidá-las para a boda para se divertirem, só que não, e ocupar-lhes o tempo com trabalho. perguntou às amigas com crianças quem é que costumavam contratar para as festas.

de seguida ligou à mãe com os contactos de duas palhaços que eram educadoras de infância que tinham encontrado um nicho em que se sentiam realizadas. mãe e filha gostaram da ideia até David dizer, em alta voz, para recusar o número de pirotecnia. a mãe riu e desligou a chamada. onde é que ouviste semelhante disparate!? Francisca indagou estupefacta. David limitou-se a encolher os ombros.

texto no âmbito do desafio dos pássaros.
DESAFIO: 
"foi o que ouvi"  com base nesta frase, desenvolve um texto onde a mesma esteja implícita, mas sem a mencionares. 

(continua)

06
Mai21

as quinta-feiras são lixadas..

Ana de Deus

desabafos


o bem-dito do meu subconsciente lembra-se sempre que faz mais uma semana que a minha gata morreu. a minha mente está a fazer um luto sui generis. tenho pseudo-alucinações, que é o mesmo que dizer que não ouço nada exterior a mim, mas sinto o meu nome a ser chamado pelos meus pensamentos. assusto-me. faço a festa, lanço os foguetes e apanho as canas.

estava mentalizada que esta semana não tinha de sair de casa e, há dois dias, a minha médica de família agendou uma consulta para hoje. escrevi-lhe um email a pedir uma consulta e ela tinha a agendado para Junho. então escrevi a explicar os vários motivos porque precisava da consulta e ela agendou para hoje, graças à minha psiquiatra que está preocupada pois não durmo bem.

num ano, o meu esqueleto perdeu trezentas gramas, segundo a minha balança xpto. durmo mal pois dói-me a coluna quando estou deitada. da maneira como a minha coluna falha quando me ergo nos braços, desconfio que tenho uma hérnia. agora, quando me irrito por pedir às pessoas para manterem a distância, ainda não houve uma que fosse bem educada, fico com tensão alta.

03
Mai21

o que a Paz significa para a Ana Mestre

Ana de Deus

o significado da Paz

 
Poderia falar do meu desejo de paz no mundo, mas isso é uma utopia, então falarei da paz de espírito, da minha paz de espírito!
 
Poder deitar-me na minha cama e estar em paz comigo e com os outros. Saber que aqueles que amo também estão em paz.
 
Deitar-me sem ter a companhia dos meus demónios, que tanta vez adormecem e acordam comigo.
 
O mais importante, das coisas mais importantes da minha vida, é estar bem comigo mesma, e principalmente com os outros e no fim do dia, estar em paz comigo.
 
Ter paz de espírito!
 
E é isto!

 

AUTORIA: Ana Mestre

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim

foto do autor

arquivo

  1. 2023
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2022
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2021
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2020
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2019
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

os nossos contos

Contos de Natal | 2022 Contos de Natal | 2021